XII Encontro de Iniciação Científica da FA7

Anais

A mulher e a escola: O que temos de herança

Artigo
Autor Principal: ALINE BÁRBARA DE ALMEIDA MAIA
Área: Pedagogia
Professor Orientador: Elba Soares
Outros Autores:
Inaiá Viana de Carvalho

Resumo

RESUMO O presente artigo pretende discutir sobre a escolarização das mulheres, e em especial, as mulheres da EJA (Educação de Jovens e Adultos). Realizamos uma pesquisa quali-quantitativa onde usamos como referêncial teórico a Pedadogia do Oprimido de Paulo Freire. Além disso, usamos gráficos para mostrar as taxas de analfabetismo, bem como a matrícula na EJA de acordo com o gênero, onde é possível perceber que, no Nordeste, existem mais mulheres que homens na EJA. Concluímos, a partir dos estudos realizados que o fato de existirem mais mulheres do que homens na EJA está ligado a um processo histórico no qual a mulher foi sempre oprimida, onde num primeiro momento não teve direito ao acesso à escola e mesmo quando teve, seu ensino era voltado para afirmar o discurso de uma sociedade machista.