XI Encontro de Iniciação Científica da FA7

Anais

A INFLUÊNCIA DAS NOVAS TECNOLOGIAS NO JORNALISMO: MUDANÇA GERA MUDANÇA?

Relato de Pesquisa
Autor Principal: Iane Ervedosa Pombo
Área: Jornalismo
Professor Orientador: Paulo Júnior Pinheiro

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo descrever a transição da plataforma de jornalismo impresso para a on line vivenciada pela redação do grupo de comunicação O Povo. Essa transição, nada mais é, do que o caminho percorrido pelo jornalismo impresso para se adaptar à realidade da contemporaneidade, que é o jornalismo digital. Isso não significa que o jornalismo impresso desapareceu (ou vai desaparecer). Significa que a internet "exigiu" uma reorganização da rotina jornalística do jornal impresso. O texto não apresenta caráter conclusivo, pois não se constitui em um estudo finalizado. A pesquisa será composta por uma descrição das editorias do Jornal O Povo impresso e on line, comparando a rotina de elaboração de pauta, construção de matéria (abordagem, produção e edição) e publicação, que será observada durante uma semana. Também será constituída por uma análise, a partir de Mielniczuk (2003), sobre como as novas tecnologias afetaram a rotina de planejamento e produção das redações dos jornais, considerando o depoimento sobre experiências de trabalho de um redator e dois jornalistas. Identificará, também, as práticas do Jornalismo que se diferem do jornalismo impresso e que afetaram a identidade profissional do jornalista. Ao incorporar as novas mídias, o jornalismo passou por muitas mudanças. As redações de jornal, por exemplo, têm se adequado ao que a Internet oferece. Mas o que está diferente não é o Jornalismo, e sim, a forma de apresentá-lo. De acordo com Ferrari, (2014, p. 40), o jornalismo digital tem o desafio de preparar as redações e o jornalista, em particular. Para que possam lidar com essas transformações sociais. Para ela, além de trabalhar com várias mídias e ferramentas, o novo jornalista precisa ter uma visão multidisciplinar, e ter noções comerciais e de marketing. Portanto, conhecer toda a transição do jornalismo na era digital e a forma que ele se encontra na contemporaneidade é um registro importante diante das transformações que a realidade jornalística está exposta. Já existem pesquisas que mostram o percurso que o jornalismo fez, mas são poucas as que especificam como estas redações se encontram na modernidade. Esta, será desenvolvida a partir de entrevistas e análise de possíveis documentos que serão cedidos pelo grupo de comunicação O Povo, com o intuito de apresentar como foi a transição destes profissionais, ao passarem para o meio digital, utilizando novas ferramentas e fazendo parte de uma nova rotina de trabalho. Queremos, com esta pesquisa, instigar a reflexão a respeito das consequências do jornalismo on line no jornalismo impresso, especificamente na redação do Jornal O Povo. O surgimento da internet foi, para o jornalismo, primeiramente, um aperfeiçoamento das técnicas jornalísticas. O jornalismo está, então, em transição para adaptar-se á nova realidade e, ao mesmo tempo, já está adaptado, diante de todas as modificações que já foram feitas e já estão sendo aceitas tanto nas etapas de produção do jornalismo quanto nas etapas de divulgação e recepção por parte dos leitores. O objetivo é, portanto, estudar a rotina das produções jornalísticas - tanto impressa quando digital - e analisar o novo contexto que o jornalismo está inserido.