XI Encontro de Iniciação Científica da FA7

Anais

Assessoria de Comunicação: Um Estudo de Caso do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará

Artigo
Autor Principal: JESSICA ESTHER MACHADO FARIAS
Área: Jornalismo
Professor Orientador: Vânia Tajra

Resumo

As atividades de assessoria de imprensa e comunicação estão intimamente relacionadas com Relações Públicas, englobando áreas como comunicação empresarial, organizacional, institucional e corporativa. Maristela Mafei (2009) as diferencia considerando relações públicas como a imagem institucional e assessoria de imprensa a divulgação de informações. A atividade surgiu em meio a um contexto de prosperidade e conflitos ocorridos nos Estados Unidos depois da Guerra da Secessão. Com o poder político nas mãos, e para ganhar vantagens para seus negócios, os industriais americanos levavam ao extremo o exercício da liberdade de fazer no intuito de obter lucros. Além disso, reações cívicas resultavam em pressões organizadas dos trabalhadores e no surgimento de novo tipo de jornalismo, mais realista e de denúncia, que se destacava por acusar os industriais que exploravam trabalhadores. A literatura popular explorava escândalos sociais e denunciava os excessos do mundo dos negócios também ganhou destaque nesse período. Em meio a uma crise de imagem da Pennsylvania Rail Road após um acidente, a assessoria de comunicação ganhou notoriedade com a atuação do jornalista Ivy Lee, que, trabalhando como assessor, adotou a postura de “divulgação de informações favoráveis às empresas, pela imprensa informativa” (WEY, 1986, p.31). O presente artigo se constitui em um estudo de caso que analisa os procedimentos e os produtos jornalísticos produzidos pela assessoria de comunicação do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE). Os Tribunais Regionais do Trabalho (TRT) são integrantes da Justiça do Trabalho no Brasil, juntamente com o Tribunal Superior do Trabalho e as Varas do Trabalho. Os TRTs normalmente estão localizados nas capitais dos estados correspondentes, sendo responsáveis pelo julgamento de recursos contra decisões das Varas do Trabalho. Portanto, correspondem à segunda instância na tramitação de um processo trabalhista.